Buarque: ‘Se voto fosse secreto, até PT cassaria Dilma’

Apesar de se dizer indeciso sobre o voto final no processo de impeachment, o Senador Cristovam Buarque, do PPS, afirmou que se a votação final fosse secreta, até os petistas votariam contra Dilma.

O que ele diz, no fim das contas, não é mentira. A relação da presidente afastada com seus colegas de partido nunca foi das melhores, mas tem se deteriorado muito nos últimos dois anos. A bem da verdade, muita gente até suspeita que o próprio Lula esteja trabalhando para sabotar Dilma a fim de estancar a sangria no partido.

As gravações interceptadas pela Polícia Federal envolvendo Renan Calheiros e Sérgio Machado, que vieram a público em maio, deixam clara a ideia de que havia um plano para proteger Lula da prisão, mas que não havia nenhuma preocupação em proteger Dilma. Em um trecho da conversa, é dito até que o impeachment de Dilma poderia salvar o ex-presidente.

Outro fato que sustenta a afirmação do senador é que os petistas que pretendem concorrer este ano nas eleições municipais estão, a cada dia, tentando se afastar da narrativa de que o impeachment é golpe. Muitos deles já declararam que não levarão questões nacionais para a corrida municipal.

De certa forma, para boa parte do partido será um alívio se Dilma realmente sair do governo.

Anúncios

2 comentários sobre “Buarque: ‘Se voto fosse secreto, até PT cassaria Dilma’

Deixe uma resposta