MinC exonera 70 apadrinhados do PT

Como mostra o Valor Econômico, o Ministério da Cultura (MinC) publicou nesta terça-feira, 26, a exoneração de ocupantes de 70 cargos apadrinhados dos tempos do governo petista.

Entre os exonerados está Wagner Tiso Veiga, que deixa o cargo de diretor do Museu Villa-Lobos, no Rio de Janeiro. A cúpula da Cinemateca, em São Paulo, também teve vários demitidos, como a coordenadora-geral, Olga Toshiko Futemma, e outros quatro funcionários da diretoria da instituição: Alexandre Myaziato, Adinael Alves de Jesus, Nacy Hitomi Korim e Daniel Oliveira Albano.

Conforme o Estadão, há mudanças nas superintendências regionais do Iphan.

Publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira, as exonerações incluem ainda cargos na Fundação Biblioteca Nacional.

O ministro da Cultura Marcelo Calero tem sido patrulhado por petistas e seus aliados, mas neste caso não se mostrou intimidado.

Anúncios

Deixe uma resposta