MinC exonera 70 apadrinhados do PT na cúpula da Cinemateca em SP

Foi publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira, 26, a exoneração de 70 ocupantes de cargos comissionados do PT no Ministério da Cultura. Aparentemente a plano de Temer de se livrar de sabotadores em seu governo segue a todo vapor.

Na semana passada, o Ministério do Planejamento fez uma limpa, removendo mais de 100 cargos desnecessários, e todos sem reposição, gerando milhões em economia aos cofres públicos. Desta vez, um dos exonerados é Wagner Tiso Veiga, agora ex-diretor do Museu Villa-Lobos, no Rio.

Na cúpula da Cinemateca, em São Paulo, foram deminidos a coordenadora-geral, Olga Toshiko, além de outros funcionários da diretoria, como Alexandre Myaziato, Adinael Alves de Jesus e Daniel Oliveira Albano. Ainda foram exonerados alguns cargos na Fundação Biblioteca Nacional.

Anúncios

4 comentários sobre “MinC exonera 70 apadrinhados do PT na cúpula da Cinemateca em SP

  1. Aquele idiota que estava presidindo uma rede de televisão do governo com 0,01 de audiência, dou exonerado?
    Se houver alguma coisa que alguém por brechas nas leis do país queira se valer; simplesmente acabem com aquilo; pois lugar algum no mundo, mantém uma emissora de TV que só dá prejuízos, somente pra manter um cabide de empregos que lhes dê retorno financeiro daquilo que recebem e façam escancaradamente o ativismo ptralha.
    Que todos esses idiotas sejam mandados pra rua à procura de um verdadeiro emprego, como todo cidadão de bem faz e sem direito a falar nada.

  2. Apoio total! A estratégia do PT e a infiltração e domínio em todas as esferas que possam influir a opinião pública para obter o controle total – não apenas oficial, mas também ideológico das massas. Assim esperam se perpetuar no poder. Vamos acabar com a farra desses corruptos!

Deixe uma resposta