Curso de luxo nos EUA de ex-presidente da Funai ligado a Cardozo é vetado

A Coluna Esplanada informa que o passeio, pelo exterior, de um apadrinhado do petista José Eduardo Cardozo foi frustrado.

Ocorre que o novo Advogado-Geral da União, Fábio Medina, emitiu a nota 3/2016 ADJ/AGU, que revogou o ato assinado por Cardozo, em maio deste ano, que concedeu um exílio de luxo para o ex-presidente da Funai, Flávio Chiarelli de Azevedo, nos Estados Unidos.

A viagem de Chiarelli estava marcada para esta semana, a fim de que ele participasse do Internacional Visiting Scholars Program, do Washington College of Law, por um ano. A mamata incluia o recebimento de parte do salário como procurador da AGU, pago pelo Governo até agosto de 2017.

Chiarelli é alvo da CPI da Funai, na Câmara dos Deputados, que questiona diversas canetadas para demarcações de terras indígenas. Ainda no comando da Funai, Chiarelli também autorizou estudo sobre nova sede do órgão, enquanto o caixa do governo estava quase vazio. Após sair da entidade, Chiarelli trabalhou com Cardozo no Ministério da Justiça e depois como adjunto na AGU.

Anúncios

Um comentário sobre “Curso de luxo nos EUA de ex-presidente da Funai ligado a Cardozo é vetado

  1. Na minha opinião deveriam cortar as reservas de Dilma e convidados para a abertura das Olimpíadas !!! Pelo amor de Deus temos hospitais fechando por falta de dinheiro estamos no final do mundo aqui no Brasil!!!!

Deixe uma resposta