Dilmista, Roberto Amaral se irrita com desprezo ao “tribunal” de faz de conta

O jornalista Roberto Amaral, autor de livros e teses em defesa do socialismo, demonstrou incômodo em sua coluna no Jornal GGN, um site de propaganda petista, com o fato de terem feito chacota das declarações de Dilma e seus aliados quanto ao “julgamento” de um suposto Tribunal Internacional que, na realidade, não existe.

Na semana passada, petistas e pessoas ligadas ao partido começaram a divulgar nas redes sociais um “veredito” dado por um Tribunal Internacional pela Democracia no Brasil, que não é um tribunal de verdade, nem mesmo possui qualquer tipo de jurisdição. Trata-se somente de um grupo de juristas reunidos em prol da defesa das ideias de esquerda.

Amaral reclama sobre o fato de a imprensa não ter dado qualquer atenção ao caso, simplesmente ignorando-o. De fato, foi um caso completamente ignorado pelos grandes veículos de mídia, embora tenha sido motivo de piada pela internet durante todo o fim de semana.

Em passagens delirantes, Amaral chega a dizer que o processo de impeachment, seguindo rigorosamente o rito constitucional, é uma ameaça a democracia brasileira e contra os próprios brasileiros, muito embora a esmagadora maioria da população tenha demonstrado rejeição ao governo de Dilma Rousseff desde o ano passado.

A “sentença” do “tribunal” não possui nenhum valor jurídico, trata-se de mera propaganda política. Inclusive, membros desse suposto tribunal são aliados estrangeiros de Dilma, até mesmo ligados ao Foro de São Paulo.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta