Filho de Maranhão terá que ressarcir TCE por fraude

O Tribunal de Contas do Maranhão condenou o filho do deputado federal Waldir Maranhão (PP), aliado do governador Flávio Dino (PCdoB), a devolver pouco mais de R$ 565 mil por conta de uma fraude praticada contra o estado. O caso é que Thiago Augusto, filho do deputado, foi nomeado pelo governo estadual ao cargo de assessor da corte, mas morava e trabalhava como médico em São Paulo.

Funcionário do tribunal informaram que o cargo supostamente exercido por Augusto – Assessor de Conselheiro TC04 – exige comparecimento diário ao serviço, e que portanto ele não poderia ter o cargo, já que nunca compareceu ao local de trabalho. Inclusive, segundo a investigação feita no caso, Augusto já fazia residência fora do Maranhão há bastante tempo quando foi nomeado, o que implica em um caso claro de fraude intencional de ambas as partes.

O salário mensal de Thiago Augusto era próximo de R$ 6,5 mil. No total, ele terá que devolver aos cofres públicos mais de R$ 565 mil, que é a soma do período que ficou empregado com acréscimo de juros. A assessoria de Waldir Maranhão não comentou o caso.

image1

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta