Serra quer promover diplomata perseguido durante governo do PT

Eduardo Saboia é um diplomata brasileiro que foi punido durante o governo de Dilma Rousseff por ter feito uma boa ação. Em 2013, Saboia resgatou um senador boliviano da Embaixada Brasileira em La Paz. O senador, Roger Molina, era perseguido pelo governo de Evo Moralles e corria até mesmo risco de vida. Eduardo o trouxe para o Brasil arriscando-se para protegê-lo.

Dois anos após este ato heroico, em 2015, a Corregedoria do Itamaraty puniu Saboia com uma suspensão por suposta quebra de hierarquia. Na época em que Roger Molina estava confinado em um cubículo em nossa embaixada, o Ministro das Relações Exteriores era Antonio Patriota.

Agora, tudo indica que Eduardo Saboia será tardiamente recompensado pelo seu valor. Ele entrou no quadro de acesso para a promoção a embaixador. Parece que José Serra quer indicá-lo ao cargo nas próximas semanas. Levando em conta o histórico pessoal, Saboia é de fato um ótimo nome para ocupar o cargo, visto que é alguém preocupado com os direitos humanos e está disposto a arriscar a própria vida para proteger o próximo.

por Roger Scar

 

Advertisements
Anúncios

3 comentários sobre “Serra quer promover diplomata perseguido durante governo do PT

  1. Tomara que se confirme a intenção do ministro José Serra: é uma forma de reparar uma injustiça sem tamanho!!!! vamos acompanhar as próximas etapas.

  2. Parabéns Ministro José Serra. Vossa Excelência sempre se mostrou um homem capaz de exercer as funções para as quais foi designado. Foi o melhor Ministro da Saúde que o Brasil já teve. Se todos tivessem a mesma competência, com certeza, o Brasil sairia desse marasmo rapidamente.

Deixe uma resposta