Dilma voltar a usar o recurso do “não sabia” após delação de Santana

Depois que o marqueteiro João Santana e sua esposa confirmaram à Polícia Federal que o PT recebeu caixa 2 para a campanha de Dilma, em 2010, e mesmo depois de ambos terem afirmado que mentiram sobre isso nos primeiros depoimentos para proteger a presidente afastada, Dilma Rousseff alega não ter conhecimento de nada.

Esse recurso de negar conhecimento dos fatos é uma tática antiga, o próprio Lula utilizou isso a exaustão durante o escândalo do Mensalão. Neste momento, Dilma alegar que não sabia de nada é exatamente o mesmo que condenar seus aliados – o marqueteiro e a esposa – à guilhotina. É como se depois de tudo o que fizeram para protegê-la, ela simplesmente os descartasse.

A alegação se refere às delações de João Santana e Mônica Moura feita ontem (21) à PF do Paraná, quando ambos confirmaram que a campanha de Dilma em 2010 foi abastecida com US$ 4,5 milhões vindo diretamente das mãos do empresário Zwi Skornicki, sob ordem direta do tesoureiro petista João Vaccari Neto.

Anúncios

Deixe uma resposta