No plenário, PSDB entra com recurso para instalar CPI da UNE

Antonio Imbassahy, líder do PSDB na Câmara dos Deputados, protocolou um recurso ontem ao plenário contra a decisão de enterrar a CPI da UNE. Imbassahy, segundo a Jovem Pan, foi procurado por membros do partido inconformados com a decisão do novo presidente, Rodrigo Maia, do aliado DEM, que manteria o arquivamento do pedido de instalação da CPI pelo seu antecessor, o ex-presidente interino Waldir Maranahão (PP).

Diferente dos recursos já protocolados antes para a CPI da UNE, este apresentado por Imbassahy pede que haja uma revisão da Comissão de Constituição e Justiça, para depois a proposta ir a plenário. O documento dos tucanos também pede uma apreciação feita diretamente no plenário da Câmara.

Importante lembrar que a tal CPI é uma demanda de quase todas as juventudes partidárias, que veem a UNE como um adversário que joga sujo ao ser mantido em geral por montantes absurdos de dinheiro vindos do governo federal. Durante as gestões de Lula e Dilma, a entidade recebeu uma fortuna em recursos e indenizações mal explicadas, chegando na casa das dezenas de milhões de reais.

“Estando presentes todos os requisitos, entre os quais os fatos determinados e a assinatura de um terço dos membros da Casa, a comissão deve ser instalada”, diz o recurso assinado por Imbassahy.

Anúncios

Deixe uma resposta