Documentário sobre Dilma é filmado por cineasta colaboradora de João Santana

A coluna de Mônica Bergamo informa que está em curso a coleta de material e gravações para um documentário sobre a presidente afastada Dilma Rousseff. O foco da produção é justamente o período de afastamento da presidente, com direito a falas e depoimentos dos presentes.

A equipe é formada pelos cineastas Anna Muylaert, Cesar Charlone e Lô Politi, todos apoiadores do Partido dos Trabalhadores. Anna Muylaert e Cesar Charlone apoiaram os manifestos contra o impeachment da presidente. Já Lô Politi, além de simpatizante do petismo foi colaboradora do marqueteiro João Santana, preso na Operação Lava Jato por lavagem de dinheiro, corrupção ativa e formação de quadrilha. Segundo informações recentes obtidas pela PF, até os honorários do cabelereiro Celso Kamura eram pagos com dinheiro do Petrolão. Os pagamentos eram feitos por João Santana.

A equipe está acompanhando a petista há vinte dias. Segundo Lô Politi, o longa-metragem mostrará “um período absolutamente inédito da história”, em que o Brasil tem uma presidente que não exerce o poder e outro, Michel Temer, que ainda não é presidente mas cumpre a função praticamente em sua plenitude.” Charlone será diretor de fotografia, Anna Muylaert, a roteirista e Lô assinará a direção. A equipe não informou como estão sendo pagos os custos da produção.

 

 

 

 

 

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta