Caso de médicos escravizados por Castro pode cair nas mãos da Lava Jato

O governo cubano, atualmente nas mãos do ditador Raul Castro, irmão de Fidel, emitiu uma nota exigindo que mais de 1600 médicos escravizados que atuam no Programa Mais Médicos voltem à ilha. Os médicos em questão deixariam o país imediatamente após o término do contrato, que ocorreria em agosto, mas houve prorrogação para novembro devido às Olimpíadas do Rio.

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, na ocasião ocupado por Fernando Pimentel, ainda no governo Lula, fechou vários contratos com Cuba que foram classificados como “secretos”, justificando que as relações entre os dois países teria informações sigilosas.

O decreto que tornou os contratos secretos tem validade até 2027, mas na última semana um juiz do Rio de Janeiro proferiu sentença favorável para que alguns destes documentos sejam revelados, uma vez que há relações entre os contratos cubanos e investigações da Operação Lava-Jato sobre o BNDES.

É questão de tempo.

Anúncios

5 comentários sobre “Caso de médicos escravizados por Castro pode cair nas mãos da Lava Jato

  1. Eu acho que não precisamos desses médicos escravos cubanos. Na verdade, temos médicos brasileiros o suficiente para cuidar de nossa saúde. O que falta na verdade, é o Estado brasileiro remunerá-los de modo justo e dar-lhes condições dignas onde possam exercer com denodo a belíssima profissão!.

    1. Existe no país quantas escolas de medicina ? Aonde está estes médicos temos muita mão de obra saindo todo ano das escolas e das residências porque alimentar o regime de cuba com o nosso dinheiro ! Isto é coisa do lula e Dilma

      1. tenho na famila. uma pessoa fazendo medicina.. sabe quanto custa isto? sabe o sacrifício.. qu eé estudar. eu vejo a quntidade de livros. de horas necessárias. e a exigencia e o rigor dos cursos.. e sabia que o governo federal da sra presidenta.. cortou verbas da unifesp e outras federais. um monte de verbas. e manda grana para cuba.? e que muitas das escolas do interior, nem cadaveres tem para os alunos estudar?

  2. Com certeza, se o Governo Federal, pagar os 10.000,00, de salário e moradia decente e Upas com condições de trabalho não faltará interesse para um médico iniciante e outros com interesse a fazer sua medicina . Qualquer que seja a categoria jamais aceitaria trabalhar da maneira que eles oferecem, só os cubanos mesmo com esses contratos espúrios e os que querem se libertar daqueles comunistas ricos de Cuba, que vivem privados de sua liberdade. O Governo Federal paga para os medicos do Ministério da Saúde 6.000,00 bruto, como pode, Por que não paga os 10.000,00 igual aos cubanos., e deveria oferecer pelo menos 15.000,00 para quem vai trabalhar nas matas cheias de mosquitos e situação precária, só um bom salário e boa condição de trabalho , com certeza ia ter muito médico , pedindo para começar sua vida e estudar mais

Deixe uma resposta