Caos: Indicadores da Venezuela despencam ainda mais

O Fundo Monetário Internacional piorou a previsão dos números sobre a economia venezuelana. O país, que passa por uma devastadora crise econômica, deve sofrer uma inflação acachapante pelos próximos anos. A previsão do FMI é de que em 2016 os preços subam na casa dos 480%, e em 2017 espera-se um aumento de mais de 1.600%.

O Brasil, se continuasse com a política econômica adotada por Dilma, poderia ter chegado no mesmo patamar em poucos anos, mas o afastamento da petista trouxe novo fôlego e, felizmente, a previsão para nós é de melhora, ainda que seja uma melhora tímida. Outro país vizinho escapou de situação semelhante foi a Argentina, com a eleição de Maurício Macri, um liberal.

Importante lembrar que Maduro ainda declara apoio a Dilma Rousseff, e na semana passada o deputado federal Paulo Pimenta (PT) esteve em Caracas para reforçar a relação entre os petistas e o PSUV, partido do ditador venezuelano.

Advertisements
Anúncios

Um comentário sobre “Caos: Indicadores da Venezuela despencam ainda mais

Deixe uma resposta