Sem provas, Kátia Abreu lança acusação contra PMDB. Retorno à CNA pode estar comprometido

 

Kátia Abreu, apesar de estar no PMDB, tem sido forte aliada de Dilma e Lula na luta contra o impeachment. Embora não tenha apresentado qualquer tipo de evidência, a Senadora acusou o presidente interino Michel Temer e seus aliados de terem feito um “acordo” para afastar Dilma, com o qual estariam levando R$ 50 bilhões.

A acusação estapafúrdia é baseada no fato de que o Congresso aprovou um déficit de R$ 170,5 bilhões nas contas do governo. O que a Senadora finge esquecer, no entanto, é que no ano passado o Tribunal de Contas da União identificou uma fraude fiscal no astronômico valor de R$ 2,3 trilhões, que foi praticada por Dilma Rousseff. O relator do caso, ministro Augusto Nardes, apontou que as irregularidades atingiram o valor de R$ 106 bilhões somente no ano de 2014 – justamente o ano eleitoral, o que sustenta a o documento lançado por Ivan Marx que acusa Dilma de estelionato eleitoral.

A peemedebista ainda insistiu ao dizer que a presidente afastada não é corrupta, mas uma pessoa muito honesta. Isto apesar de a própria Dilma já ter por duas vezes confessado que praticou o crime de pedaladas fiscais, com a desculpa de que fez isso para pagar os programas sociais.

Tais atitudes de jogo sujo por parte de Katia Abreu podem dificultar seu plano de retornar à CNA, mas algumas fontes acreditam que a senadora esteja apenas fazendo um jogo duplo, esperando para ver qual será o resultado final do processo de Dilma para então se rearticular, talvez até mesmo ao lado de Temer. Katia é conhecida justamente por seu oportunismo, sempre apoiando aqueles com quem tem algo a ganhar.

Anúncios

Um comentário sobre “Sem provas, Kátia Abreu lança acusação contra PMDB. Retorno à CNA pode estar comprometido

  1. Eu acho que eessa senadora e uma oportunista, nunca fez nada pelo brasil e nen pelo estado que foi eleita. E uma grande latifúndiária.na minha opinião ela já deveria ter sido expulso do partido P m d b!

Deixe uma resposta