Lula causou gangrena na democracia, diz Nobel de Literatura

Vencedor do prêmio Nobel de Literatura, o escritor peruano Mario Vargas Llosa, mesmo sendo de esquerda, tem sido crítico do totalitarismo adotado pela extrema-esquerda em vários países latinos.

Em sua visão, a crise política pela qual passa o Brasil é algo “saudável”, como se fosse uma espécie de caminho que temos que trilhar no aprendizado de como valorizar a democracia.

Llosa afirmou: “Na minha opinião, o que está acontecendo com o Brasil é um protesto do setor mais saudável e criativo do país diante de uma democracia que estava gangrenada pela corrupção”.

Ele prossegue sua análise lembrando que “o mundo inteiro tinha santificado Lula. Os brasileiros são os primeiros a descobrir que o regime de Lula é a fonte de uma corrupção sem precedentes na história brasileira”.

“Dilma herdou uma corrupção que nasce com Lula. Então. É bom que o Brasil viva essa catarse e tire seus santos do pedestal”, Llosa concluiu.

Cada vez mais, tem crescido a conscientização de que as denúncias contra o PT vão além dos escândalos de corrupção, mas principalmente de uma corrupção levada a um nível inédito por ser utilizada para implementar um projeto de poder, com base na construção de uma ditadura.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta