Paulo Pimenta (PT) tenta buscar apoio de ditadores para salvar Dilma do impeachment

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) esteve na Venezuela ontem (15) para reafirmar a “luta pela democracia na região e o respeito à soberania popular dos governos legitimamente eleitos.” Curiosamente ele disse tudo isso diante de um dos poucos ditadores ainda presentes na América Latina, o presidente Nicolás Maduro.

Pimenta declarou que o Brasil “está vivendo uma quebra da normalidade democrática”, e defendeu a garantia do mandato da presidente afastada Dilma Rousseff, lembrando que ela foi eleita com mais de 54 milhões de votos.

Como era de se imaginar, Maduro o recebeu muito bem, mas o caso não passa de uma tentativa desesperada dos petistas, que recorreram a tudo o que podiam e até ao que não podiam. Até o momento, nenhum governo de regime democrático manifestou qualquer tipo de apoio a Dilma Rousseff, somente os membros de ditaduras bolivarianas assumidas como Maduro e Raul Castro.

Anúncios

3 comentários sobre “Paulo Pimenta (PT) tenta buscar apoio de ditadores para salvar Dilma do impeachment

  1. Kkkkkkk coitado foi a Venezuela para pedir a Maduro apoio, resumindo, pedir a Venezuela que tome uma posição e viada o Brasil kkkkkk ele esquece que o Brasil e a décima quinta potência do mundo. Kkkk tem louco pra tudo, isso é uma vergonha.

  2. Walter Souza O Brasil pode ser dividido o PT com Lula e Cia fica com o Nordeste e abaixo da Bahia fica o Novo Brasil um País Democrático onde vivem os Coxinhas, os Petrálias que vivem abaixo da Bahia vão morar no Nordeste, nos aps. do minha Casa Minha Vida construído pelo Lula com o dinheiro do Petrolão, que ele tem guardado no exterior (Venezuela, cuba etc.) ficaremos igual Coréia do Norte e Coréia do Sul, ai viveremos felizes para sempre os Pretrálias lá pra cima e os coxinhas aqui em baixo BRASIL DO SUL É O MEU PAÍS.

Deixe uma resposta