Narrativa do “golpe” é falta de argumento, diz Janaína

A advogada Janaína Paschoal se tornou um ícone do processo de impeachment. Sua popularidade chegou à estratosfera após ela ter apresentado o pedido de impeachment contra Dilma, no fim do ano passado, juntamente com o fundador do PT Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior.

Conforme matéria do Diário do Poder observa, ela é sempre abordadas por fãs no Senado, nos intervalos de suas defesas do processo de acusação, para tirar selfies.

Janaína comentou sobre a lentidão do processo atual: ” Eu acho que o processo não poderia ser tão longo. Não precisaria ser tão longo. Pelo que prevê a lei, pelo que foi o próprio rito do Collor, então eu acho que passou um pouco do razoável, em termos de tempo. Porém, a prova toda que está sendo produzida está confirmando a acusação. Então sob esse aspecto está sendo saudável porque está todo mundo vendo que nós temos razão. Mas que o processo já passou do tempo razoável eu não tenho a menor dúvida.”

Em relação a narrativa adotada pelo PT – de dizer que o processo legal de impeachment é “golpe” -, Janaína comentou: “[Os petistas lançam essa narrativa] porque eles não têm argumento jurídico para fazer frente à nossa acusação. Se eles tivessem eles não precisariam ficar com esse discurso.”

Janaína conclui abordando suas expectativas para o processo de impeachment: “Eu espero que eles confirmem o afastamento. Porque é isso que as provas mostram, determinam, indicam. Agora, nós temos que aguardar…”.

Advertisements
Anúncios

Um comentário sobre “Narrativa do “golpe” é falta de argumento, diz Janaína

Deixe uma resposta