Aprovação de Temer aumenta. Metade já prefere que ele permaneça até 2018.

Recente pesquisa da Datafolha aponta que metade da população brasileira prefere que o presidente interino, Michel Temer, permaneça no poder no lugar da presidente afastada, Dilma Rousseff.

Segundo a pesquisa, 50% da população acredita que seria melhor manter o peemedebista no poder até 2018, quando serão realizadas novas eleições presidenciais.

No levantamento, 32% dizem preferir que Dilma retorne ao cargo de líder no Executivo. Outros 18% afirmaram que não queriam nenhum dos dois à frente do País. Essa parcela da população costuma aceitar a narrativa de novas eleições ou mesmo da intervenção militar.

A mesma pesquisa mostra que a avaliação do governo Temer melhorou entre abril de julho. No levantamento anterior, Temer era tido como ótimo/ bom por 16% dos entrevistados, enquanto 38% avaliavam a gestão como ruim/péssima. No pesquisa recente, o índice ótimo/bom está em 14% e a avaliação ruim/péssima em 31%. Outros 42% acreditam que a gestão do peemedebista é regular.

Em relação ao impeachment, 58% dos entrevistados aprovaram o afastamento, que teria sido reprovado por 35%. Há ainda 3% que se disseram indiferentes. Outros 3% preferiram não opinar.

Os dados mostram tendência de aumento da aprovação do governo Temer, dificultando consideravelmente as chances de Dilma retornar ao poder.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta