Politicamente correto é culpado por atentado, diz presidente da região de Nice

Conforme lembra o Antagonista, Christian Estrosi, presidente da região de Nice, responsabilizou o politicamente correto pelo atentado em sua cidade. Estrosi é membro destacado do partido de oposição a François Hollande.

Segundo a Agência Lusa, Estrosi questionou: “Como é possível que aquele camião tenha penetrado numa zona pedonal, (…) como é possível que [o autor do massacre] pudesse atuar sozinho”.

Estrosi insistiu que “não [pode] imaginar” que o condutor do camião, o qual foi abatido pela polícia, “tenha conseguido atuar sozinho”, e que, por esse motivo, irá reclamar que se “aclare a cadeia de cumplicidades”.

Ele criticou a linha de atuação do governo socialista, lembrando a série de atentados jihadistas que têm ocorrido em França desde o ano passado. Mesmo assim não foram aplicadas “as medidas extremamente fortes” que Hollande havia prometido.

A falta de punição aos culpados por terrorismo islâmico é uma das agendas do politicamente correto, que costuma rotular de “islamofóbicos” todos que exijam punições para atos terroristas islâmicos ou critiquem a aplicação da Lei Sharia.

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta