FIES: Mendonça Filho retoma programa demolido por Dilma

O ministro da Educação Mendonça Filho, do DEM, se defrontou com um desafio hercúleo: resgatar programas educacionais dilapidados. Após o afastamento de Dilma, ele recebeu uma pasta com orçamento zero para novos contratos do FIES e sem disponibilidade orçamentária para a renovação de 1,7 milhão de contratos em curso.

Mendonça avaliou a situação: “Isso significa que o FIES seria paralisado, prejudicando os contratos antigos e inviabilizando os novos. Com apoio do presidente Temer e da equipe econômica, conseguimos financeiro para criar 75 mil novas vagas no segundo semestre e encontrar solução para a questão orçamentária”.

Para reverter a situação, Mendonça articulou com os ministérios da Fazenda e do Planejamento e contou com apoio dos ministros Henrique Meireles e Dyogo Oliveira e ao respaldo do presidente Temer para editar a Medida Provisória 741.

A medida alterou a forma de remuneração das instituições financeiras que prestam serviço ao governo como parte do programa de financiamento estudantil. Com isso, o programa terá sequência.

Anúncios

Deixe uma resposta