Primeiro dia de Maia como presidente da Câmara e Cunha “apanha” na CCJ

A Comissão de Constituição e Justiça acaba de rejeitar recurso de Eduardo Cunha, que pediu ao Conselho de Ética para refazer a votação que recomendou sua cassação. Com isso o processo de cassação de Eduardo Cunha prossegue e deverá ser votado em plenária na câmara nas próximas semanas.

A medida de Cunha tinha a mera finalidade de adiar a votação para que ele tivesse tempo de articular um pouco mais, talvez com a esperança até mesmo de evitar sua cassação. Se Cunha perder o mandato ele perde o foro privilegiado e seu caso será julgado pela “justiça comum”, podendo resultar até mesmo em sua prisão.

Vale ressaltar que o peemedebista perdeu feio. Foram 48 votos contra o seu recurso e apenas 12 votos favoráveis. Talvez isso possa indicar uma nova fase no Congresso, em que deputados comprovadamente corruptos perdem rapidamente o respeito.

 

Advertisements
Anúncios

Um comentário sobre “Primeiro dia de Maia como presidente da Câmara e Cunha “apanha” na CCJ

Deixe uma resposta