Desprezando legislação eleitoral, Lula diz que Temer “não venceu a eleição”

Nesta segunda-feira (11), o ex-presidente Lula participou de um ato petista em Petrolina (PE), aproveitando o espaço para mais uma vez propagar a narrativa de que “há um golpe”.

A certo momento, Lula afirmou: “Para ser vereador ou sindicalista tem que disputar a eleição e ganhar. Como é que o seu Temer quer chegar sem disputar? A gente não troca de presidente como troca de roupa. A Dilma tem três anos de mandato ainda”.

A afirmação do ex-presidente não encontra eco na realidade, conforme a legislação eleitoral vigente no país: as eleições para prefeitos, governadores e presidentes requerem a definição de vices para os cargos principais. Desta forma, os eleitores não elegem apenas um presidente ou governador, mas uma chapa. No momento do voto eletrônico, todos os eleitores puderam visualizar a imagem tanto do candidato principal como do vice, estando cientes, assim, de votarem na chapa.

Até mesmo o espaço de rádio e televisão é definido não a partir do candidato principal, mas de uma coligação. No caso de Dilma, ela teve mais que o dobro do tempo de televisão do que seus adversários, unicamente por ter feito uma coligação que definiu Temer como seu vice.

Lula não deu argumentos para defender a avaliação dos fatos a partir de uma legislação inexistente.

 

Anúncios

4 comentários sobre “Desprezando legislação eleitoral, Lula diz que Temer “não venceu a eleição”

  1. Lula é um charlatão porque sabe a os seus seguidores não leem a CF mas confiam em suas falácias . .. a CF confere a Temer tudo q um presidente ten qdo este precisa ser substituido!! Acorda Lula.. vc so engana seus seguidores e não mais o Brasil.

Deixe uma resposta