Janot quer obrigar Cunha a devolver dinheiro desviado

A Procuradoria Geral da República, na figura do procurador Rodrigo Janot, enviou pedido ao Supremo Tribunal Federal para que Eduardo Cunha, deputado afastado, seja condenado a ressarcir os cofres públicos. A quantia que Cunha supostamente desviou através de seus esquemas com o PT durante a gestão de Dilma Rousseff pode chegar a R$ 300 milhões.

Cunha renunciou ao cargo de Presidente da Câmara na semana passada, mas ainda seguem processos contra ele e seu mandato pode ser cassado. Citado em várias delações, Cunha é investigado por lavagem de dinheiro e corrupção em esquemas através da Caixa Econômica Federal, além de sofrer um processo por ter mentido sobre não ter contas no exterior. Sua mulher, Cláudia Cruz, ex-jornalista, também sofre investigação para apurar possível envolvimento nos esquemas de lavagem de dinheiro através da compra de itens de luxo.

Em defesa, o peemedebista afirma não ter qualquer envolvimento, e sobre o pedido de ressarcimento ele declarou estar acostumado aos “pedidos esdrúxulos” da PGR, orgão acusador.

Anúncios

Deixe uma resposta