BREXIT gerou incentivo aos movimentos separatistas brasileiros e de todo o mundo

Após a apuração dos votos pela saída do Reino Unido da União Europeia, no mês passado, cuja conclusão foi a de que a maioria escolheu a independência, movimentos separatistas de todo o mundo e aqui no Brasil passaram a se empolgar, trazendo novamente este assunto à tona.

No Brasil, por exemplo, existem diversos movimentos separatistas muito antigos, como o “Grupo de Estudos para o Nordeste Independente”, o GESNI ou “O Sul é Meu País”. Há também movimentos que lutam pela independência de São Paulo, dentre eles o “Movimento São Paulo Livre”.

Apesar de polêmicas envolvendo xenofobia e questões raciais, a maioria dos movimentos separatistas do mundo, bem como os brasileiros, normalmente querem apenas a independência política e econômica, além do mantimento de certas tradições locais. A queixa destes grupos é a de que governos centralizados são menos eficientes e não entendem organizações locais, bem como não têm a mesma preocupação das pessoas mais próximas das cidades e estados com as questões pertinentes a um povo.

Acusações feitas contra movimentos separatistas em geral são baseadas, normalmente, em comparações com o nazismo ou o fascismo, apesar de estes terem lutado por ideais completamente inversos, visando não a separação, mas a anexação de territórios e a expansão de governos centralizados, normalmente sob o comando de uma só pessoa, como foi o Reich III.

O fervor separatista é reforçado também pela questão tributária. No Brasil, os impostos são arrecadados nas cidades e enviados à União, que faz um recálculo e repassa as verbas de forma arbitrária. Muitos estados que arrecadam menos recebem mais dinheiro, que normalmente vem dos estados que mais arrecadam. Em teoria essa é uma forma de ajudar regiões mais necessitadas, mas na prática é difícil dizer para onde exatamente vai o dinheiro.

Estados do Nordeste brasileiro, que normalmente recebem mais do que arrecadaram, continuam sofrendo com baixíssima infraestrutura, falta de oportunidades e segurança e saúde públicas ineficientes. Algumas cidades sequer têm escolas e muitas nem sabem o que é saneamento básico. Movimentos separatistas do Nordeste acusam os “coronéis” locais de ficarem com a maior parte desse dinheiro.

Anúncios

Um comentário sobre “BREXIT gerou incentivo aos movimentos separatistas brasileiros e de todo o mundo

  1. Sou totalmente a favor da separação dos estados. Um Brasil inchado faz mal a todos… Sempre teremos a região que muito paga e nada recebe, e a região que muito recebe mas nada faz. Culpa da corrupção generalizada que se torna imbatível em um país tão grande.

Deixe uma resposta