Amigo e conselheiro de Dilma estaria no centro de propinoduto

A mais recente edição da Istoé mostra que a investigação iniciada com a Lava Jato encontrou provas colocando amigo pessoal e conselheiro da presidente afastada no centro de um propinoduto no setor elétrico.

Na quarta-feira 6, procuradores e delegados federais da operação Pripyat bateram à porta do diretor licenciado da Eletrobras, Valter Luiz Cardeal de Souza. Traziam mandados de busca e apreensão em mãos, conduzindo-o coercitivamente à sede da PF. Descobriu-se que o engenheiro é amigo pessoal da petista, sendo definido como “seus olhos e ouvidos no setor elétrico”. Sua forte ligação com Dilma vem desde quando ela comandava a secretaria de Energia do Rio Grande do Sul na década de 90. Suas ações seguem à risca a cartilha da petista. Em 2011, romperam juntos com o PDT e migraram para o PT. Logo após Dilma assumir o ministério de Minas e Energia no primeiro mandato de Lula, Cardeal acabou levado para a máquina federal. Ouvindo Cardeal em todas suas decisões, colocou sob o comando do engenheiro programas estratégicos politicamente, como o Luz para Todos.

Segundo os investigadores, há indícios de que Cardeal se valeu das funções para as quais foi nomeado pelos governos do PT para operar um esquema de corrupção na construção bilionária da Usina Nuclear de Angra 3. Em troca do pagamento de ao menos R$ 48 milhões em propina a agentes públicos e políticos do PT e do PMDB, os contratos foram superfaturados. O MPF analisou que Cardeal  “teve um papel ainda não devidamente esclarecido na negociação de descontos sobre o valor da obra de montagem eletromecânica de Angra 3 com posterior pedido e pagamento de propina realizado no âmbito dos núcleos políticos e administrativo da organização, conforme relatos de diversos réus colaboradores”.

As denúncias causam séria preocupação nas lideranças petistas, pois a narrativa de que Dilma não tinha conhecimento dos crimes de aliados se tornaria ainda mais inverossímil neste caso. Dilma também não conseguirá negar a proximidade ao engenheiro.

Anúncios

Um comentário sobre “Amigo e conselheiro de Dilma estaria no centro de propinoduto

  1. Senhores não podem aprovar esse projeto vergonhoso, a lava jato é a única coisa que dá esperança a nós brasileiros de um novo país. Digam Não a esse projeto, a essa vergonha, o povo tá cansado!

Deixe uma resposta