Lenio Streck defende a decisão de Toffoli e ataca quem prendeu Paulo Bernardo

Em um artigo publicado na quinta-feira (7) pela Folha de São Paulo, o renomado jurista Lenio Luiz Streck defendeu a decisão tomada pelo Ministro Dias Toffoli ao conceder habeas corpus ao ex-ministro Paulo Bernardo, preso preventivamente durante a Operação Custo Brasil no final de junho.

Para Lenio, não houve erro algum na decisão, muito embora a defesa de Paulo Bernardo tenha pulado várias casas do processo penal indo diretamente ao STF para pedir liberdade ao seu cliente. Lenio ainda critica a ação de quem decretou a prisão preventiva, alegando que esta não estaria devidamente embasada, mas ignora que Dias Toffoli levou poucas horas para analisar um caso que normalmente se leva dias ou até semanas.

A jurista fazia parte do Ministério Público do Rio Grande do Sul até o último ano da gestão de Tarso Genro (PT) e já foi cotado pelo menos três vezes para assumir cargo de juiz no Supremo Tribunal Federal.

Anúncios

2 comentários sobre “Lenio Streck defende a decisão de Toffoli e ataca quem prendeu Paulo Bernardo

  1. Engraçado… Sempre tive o Sr. Lenio Luiz Streck em alta conta. Volta e meia lia suas publicações, sempre muito ponderadas e muito bem redigidas, para que não causasse qualquer espécie de confusão.
    Mas vejo que também ele é disponível aos poderosos. Que lástima!

  2. Nunca gostei dele sempre um cara sem credibilidade ate mesmo na tv.ja dava pra saber que era um carater dubio liso que nem sabao em pedra .nada confiavel amigo do bandido tarso genro

Deixe uma resposta