Articulação de Temer ajuda a consolidar saída de Dilma

O presidente interino Michel Temer resolveu buscar a consolidação do resultado pró-impeachment, que já possui margem favorável. Na última terça-feira ele recebeu treze senadores, entre os quais metade estaria indecisa sobre o voto no julgamento de Dilma Rousseff. Nesta quarta, recebeu mais cinco senadores, pelo menos um deles indeciso.

Os encontros têm sido pautados em uma proposta na qual o governo federal visará concluir obras inacabadas em diversos estados, o que pode ser útil para facilitar a decisão de alguns senadores. Estas obras teriam sido iniciadas durante as gestões de Lula e Dilma, mas ficaram paradas após o agravamento da crise, gerando enormes desperdícios.

Segundo um dos assessores de Temer, o presidente em exercício tenta ‘seduzir’ os senadores com sutileza, nunca pedindo os votos diretamente. A tática utilizada é a de chamá-los para conversar e entender o que eles querem para os seus respectivos estados.

Conforme o Ministro dos Transportes, Maurício Quintela (PR-AL), os parlamentares parecem ter saído satisfeitos destas reuniões, o que indica um aumento na vantagem para os votos no julgamento final do impeachment de Dilma.

 

 

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta