Caixa Econômica Federal rebate tese da defesa de Lula

Um funcionário de alto escalão da Caixa Econômica Federal afirmou que não há possibilidade do banco ser o dono do tríplex do Guarujá, tese apresentada pela defesa de Lula.

Segundo ele, a Caixa comprou debêntures da OAS Empreendimentos no ano de 2009, no entanto a transação não tem ligação com o fundo FI-FGTS. Afirmou também que o edifício Solarias era uma das garantias nessa transação, mas como a dívida não foi executada ele nunca pertenceu ao banco.

Em suas alegações finais, a defesa do ex-presidente disse que o apartamento está em nome da OAS Empreendimentos e que, desde 2010, o fundo FI-FGTS detém a totalidade dos direitos econômicos e financeiros sobre o apartamento.

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Caixa Econômica Federal rebate tese da defesa de Lula

  1. Ahahahahahahah. ! Que Advogado mais rateiro , se é verdade essa afirmação da CAIXA. , a OAB deveria cassar essa licença deste Advogado de porta de Cadeia …
    Ele pensa que o Juiz Sérgio Moro ia comer com farinha , essa torpe declaração ? COITADO ! Está viajando na Maioneze ….!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s