10 fatos que você precisa saber sobre o mandato de Fernando Holiday

 

Eleito com pouco mais de 48 mil votos, o coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL) Fernando Holiday se tornou um dos primeiros parlamentares de relevância nacional a ser eleito com uma plataforma abertamente liberal desde Roberto Campos, o Bob Fields. Referência no ressurgimento do liberalismo econômico no debate legislativo e na ‘nova direita’ anti-esquerdista, os passos de Holiday são acompanhados de perto por todos aqueles que esperam mudanças na política nacional, inclusive nós do JornaLivre. Para ilustrar os acertos do vereador paulistano e realçar fatos importantes do mandato, listamos 10 coisas que talvez você não saiba sobre sua atuação. Vale a pena ler e conhecer um pouco mais.

 

1. Abriu mão de 50% da verba de gabinete

Ao contratar sua equipe, Fernando Holiday tinha disponível uma verba muito acima de cem mil reais para contratar, pelo menos, 17 assessores parlamentares. Holiday preferiu, contudo, abrir mão de metade dessa verba, mostrando que é possível fazer um bom trabalho sem gastar tanto. Durante a campanha a promessa era de reduzir apenas 30%, mas ao assumir o mandato, o vereador entendeu que o gasto não se justificava e economizou, nos primeiros meses de mandato, mais 20%, totalizando metade até então.

holiday economia

 

 

2. Visitou escolas municipais para denunciar doutrinação

Por receber inúmeras denúncias de doutrinação ideológica por parte de alguns professores militantes no município, o vereador Fernando Holiday decidiu visitar escolas municipais para, além de conhecer a estrutura, inquirir os responsáveis acerca do conteúdo ministrado em sala de aula. O PSOL e o PT, porém, alinhados com os interesses dos sindicatos e assustados com a fiscalização, buscaram formas de intimidar e parar o trabalho do vereador. Sem sucesso.

 

 

3. Fez secretário esquerdista pedir demissão

Ao visitar escolas municipais para fiscalizar a educação pública de São Paulo, denunciando potenciais casos de doutrinação, Holiday foi vítima de mentiras e ataques, adotados e repercutidos pelo secretário de educação Alexandre Schneider. Exposto após afirmar mentiras originadas da ultraesquerda sindicalista, Schneider passou a sofrer pressões nas redes sociais e chegou a pedir demissão da pasta.

folha sp

4. Teve três processos de cassação e dezenas de representações, todos do PT ou do PSOL

Ao longo do primeiro semestre do primeiro ano de seu mandato, Holiday foi alvo de pedidos de cassação e presentações na corregedoria e no Ministério Público, todos originados por partidos de extrema-esquerda como o PT e o PSOL. Os motivos, até agora, foram diversos: Desde a acusação de ter mandado pessoas invadirem uma reunião do PT, até mesmo por “abuso de poder” ao fiscalizar doutrinação ideológica nas escolas. Nenhuma ação prosperou e todas, até então, foram consideradas infundadas.

processos psol

 

 

5. Nomeou 8 assessores, tendo direito a 22

Além da verba exorbitante de gabinete, Holiday teria direito de nomear um total de 18 assessores parlamentares, além de 4 estagiários. No entanto, coerente com a defesa de uma máquina pública enxuta, o vereador do MBL contratou apenas 8 assessores no início de seu mandato, de acordo com dados oficiais da Câmara Municipal de São Paulo.

 

 

6. Propôs mais de 15 projetos de lei

Desde o início do mandato, Fernando Holiday já propôs mais de 15 projetos de lei (e contando…), além de projetos de resolução e emendas a lei orgânica do município. Entre esses projetos, estão alguns destaques como o Escola Sem Partido; o de Regularização Fundiária, que permitirá garantir o direito à moradia de forma digna e legal inibindo invasões do MTST; além do decreto interno que dará transparência às contas do legislativo através de um portal próprio com gastos detalhados. É possível ver todos neste link: http://www.camara.sp.gov.br/vereador/fernando-holiday/

7. Teve o gabinete invadido por militantes radicais

Mais de uma vez, teve o gabinete invadido por militantes ultraesquerdistas e sua equipe sofreu inúmeras ameaças e intimidações. No caso mais recente, Fernando Holiday prestou queixa na delegacia e registrou um boletim de ocorrência contra os indivíduos.

 

 

8. Detonou psolista que defendia pichadores

Em debate na Jovem Pan, Holiday expôs as incoerências da vereadora Sâmia Bonfim, do PSOL, que insistia em defender pichadores na cidade de São Paulo. Com tranquilidade, o debate promovido pela emissora de rádio foi o primeiro embate entre Holiday e parlamentares do PSOL, demonstrando que o novo vereador estava pronto para travar debates e vencer, de forma sensata e objetiva.

 

9. Propôs o “Revogaço” para acabar com leis burocráticas ou absurdas

Em uma iniciativa inédita no legislativo paulistano, o vereador Fernando Holiday vem capitaneando uma ação para extinguir leis inúteis, burocráticas ou absurdas que atrapalham o cidadão no município. Serão mais de 2000 mil leis em mais de quatro décadas, garimpadas através de um árduo trabalho de sua equipe. Além de reduzir a burocracia, o intuito é pavimentar o caminho para que medidas futuras que facilitem o empreendedorismo, por exemplo, tenham novo impulso e encontre facilidades, segundo sua página.

 

10. Foi atacado por vereadora petralhuda

Ainda no início do mandato, foi atacado pela vereadora petista Juliana Cardoso em plena sessão, no plenário da Câmara de vereadores. Juliana, que se notabilizou por esse descontrole, foi impedida por colegas de agredir Holiday. A ação impetuosa motivou uma representação contra a vereadora no legislativo paulistano por quebra de decoro parlamentar.

 

 

Extra: Doa parte de seu salário todos os meses

Conforme se comprometeu em campanha, Fernando Holiday doa cerca de 20% de seu salário liquido para diferentes instituições de auxílio social. As transferências bancárias costumam ser publicadas em sua página no Facebook, além do vereador visitar às instituições e gravar vídeos incentivando mais pessoas a doar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s