Militante de extrema-esquerda bate boca com Secretário da Cultura de São Paulo e tudo vira barraco

Um bate boca foi protagonizado por André Sturm, Secretário da Cultura de São Paulo, e o ativista de extrema-esquerda Gustavo Soares, de anos, que é ligado a Casa de Cultura Ermelino Matarazzo. A discussão teria ocorrido em virtude da não renovação de um acordo que Gustavo Soares tinha com o ex-prefeito Fernando Haddad, do PT.

Haddad teria concedido ao grupo o direito de usar um espaço que é público para “manifestações artísticas”, que na realidade se tornaram atos políticos de esquerda desde o começo. A atual gestão não quis renovar este acordo e deu um ultimato, dizendo que o grupo teria que desocupar o local para que ele fosse usado para outras finalidades.

Gustavo pressiona o Secretário porque quer usar o espaço para fins políticos sem prestar contas sobre o que é feito no local. Mesmo diante das colocações de Sturm, o grupo persiste na narrativa de que não é obrigado a prestar contas. Sturm se irrita com a postura intransigente do rapaz.

O próprio Gustavo, por sua vez, gravou a conversa com Sturm, que acabou virando um bate boca. O Secretário, notoriamente irritado, perdeu a paciência e disse que quebraria a cara do militante. Ouça o trecho da conversa:

Há, no entanto, um detalhe importante: a gravação é editada e não mostra a conversa desde o início. É necessário questionar o que aconteceu antes desta parte do diálogo para realmente saber o que ocorreu. Os ânimos exaltados certamente não começaram do nada.

Anúncios

3 comentários sobre “Militante de extrema-esquerda bate boca com Secretário da Cultura de São Paulo e tudo vira barraco

  1. Tem que dar uns tapas mesmo nesta cambada de vagabundo , que querem usufruir sozinhos de um espaço público , só pra fazer um palanque Esquerdista ….
    Muito boa Secretário essa sua atitude ….Essa mulecagem destes petista folgados , tem que acabar …!!

    Curtir

  2. Não sei quem é pior: Um secretário que usa de repressão na tentativa de coagir os fazedores de cultura na cidade, ou seus apoiadores desenformados que se atentam apenas em discussões entre “Direita e Esquerda”. Esses segundos provavelmente nem devem saber que existe toda uma cena socio cultural apartidária resistindo nas periferias da cidade.
    Esse tipo de ação descontrolada de um secretário de cultura só incita o ódio.
    #forasturm

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s