Procurador da Lava-Jato afirma: Ainda tem muito trabalho em Curitiba

O trabalho da força-tarefa da operação Lava Jato em Curitiba não está diminuindo e ainda há muito serviço pela frente, disse nesta sexta-feira o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, em entrevista sobre a 41ª etapa da operação.

Segundo Lima, um dos líderes das investigações do esquema de corrupção na Petrobras, a etapa deflagrada nesta sexta, que apura pagamento de propina na compra pela estatal de um campo de petróleo em Benin, na África, é pequena, mas ações desse tipo muitas vezes tem as melhores provas.

Um ex-gerente da área internacional da Petrobras e um ex-banqueiro foram alvos de mandados de prisão da nova fase da Lava Jato por suspeita de terem recebido ao menos 5,5 milhões de dólares em propina no mesmo esquema que resultou na condenação do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s